Mato Grosso: 5 Destinos de Ecoturismo Imperdíveis!

Compartilhe com seus amigos!

O estado de Mato Grosso reserva destinos de uma beleza cênica incomparável. Em seu vasto território, onde rios de águas cristalinas e inúmeras cachoeiras abundam, ele se consolidou como um dos principais locais para o ecoturismo no Brasil. Para fugir do convencional, apresentamos sete cidades que merecem um lugar no itinerário de sua próxima aventura.

Mato Grosso: 5 Destinos de Ecoturismo Imperdíveis!
Mato Grosso: 5 Destinos de Ecoturismo Imperdíveis! 2

Antes de iniciarmos nossa lista, é fundamental enfatizar que a melhor maneira de explorar Mato Grosso é viajando de carro. Muitos dos atrativos estão situados em áreas rurais e não possuem transporte público. Além disso, a maioria dos guias e agências cobra preços elevados pelo transporte.

Além disso, viajando de carro, você pode desfrutar de vários atrativos ao longo do caminho. Dê uma olhada no mapa da Rota das Águas, que oferece mais de 2 mil quilômetros de espetáculos naturais em Mato Grosso.

Cachoeira Salto das Nuvens

A Cachoeira Salto das Nuvens é uma das maravilhas naturais mais renomadas do Brasil. Originada pelo Rio Sepotuba, esta cachoeira é um espetáculo de tirar o fôlego, apresentando uma queda d’água impressionante que deságua em uma praia natural de água doce.

Situada a uma curtíssima distância de apenas 27 km da cidade de Tangará da Serra, a Cachoeira Salto das Nuvens é um destino bastante popular tanto entre turistas quanto entre os habitantes locais. O local oferece uma infraestrutura completa, incluindo diversas opções gastronômicas para os visitantes.

A Cachoeira Salto das Nuvens funciona de quarta-feira a domingo e também em feriados, das 9h às 18h. O valor da entrada é de R$15 por pessoa, e o custo médio das refeições gira em torno de R$60 por pessoa.

Portanto, se você está em busca de um lugar para relaxar e admirar a beleza natural, a Cachoeira Salto das Nuvens é o destino perfeito para você!

Contato: ? ️(65) 9 9955-0770

Como chegar: https://goo.gl/maps/xrov2f7WyvpWNQYb7

‌Barra do Garças

Barra do Garças, situada em Mato Grosso, é um autêntico refúgio para os entusiastas do ecoturismo. A cidade é famosa pela enigmática Serra do Roncador, o Complexo da Bateia, a Fazenda Recanto da Serra e o Parque Estadual Serra Azul. Esses destinos oferecem uma ampla gama de atividades para os aventureiros, incluindo trilhas, cachoeiras e uma abundância de narrativas que nos conectam com a espiritualidade da natureza.

Além das oportunidades de ecoturismo, a cidade também abriga o Festival de Praia durante os meses de junho a agosto, quando é permitido acampar nas praias às margens do Rio Araguaia.

Barra do Garças está localizada a 521 km de Cuiabá, no estado de Mato Grosso, e a 380 km de Goiânia, em Goiás. A maioria dos atrativos da cidade está localizada em fazendas particulares e só pode ser visitada com o acompanhamento de guias ou agências autorizadas. No entanto, existem diversos lugares, como o Parque Estadual da Serra Azul e o Parque das Águas Quentes, que podem ser explorados sem a necessidade de um guia, e alguns deles até oferecem acesso gratuito.

Campo Novo dos Parecis

Algumas pessoas fazem comparações entre as águas de Campo Novo dos Parecis e o Caribe, e não é difícil entender por quê. As águas de tonalidade verde-esmeralda cativam os visitantes, que têm a oportunidade não apenas de desfrutar das paisagens deslumbrantes e se refrescar nas cachoeiras, mas também de conhecer mais sobre a rica cultura indígena do povo Haliti-Pareci. A maior parte dos pontos turísticos de Campo Novo está localizada em território indígena, onde belas praias e imponentes cachoeiras, como o Salto do Utiariti, se formam nas margens dos rios Sacre e Papagaio.

Para chegar a Campo Novo dos Parecis, é necessário percorrer aproximadamente 400 km a partir de Cuiabá. A cidade oferece diversas opções de hospedagem e restaurantes. No entanto, para acessar os atrativos naturais, é preciso enfrentar alguns quilômetros de estrada de terra.

A maioria dos atrativos não requer a contratação de guias ou agências, mas é importante fazer um agendamento prévio com os próprios indígenas. Em algumas aldeias, é possível acampar, embora não haja infraestrutura disponível. No artigo a seguir, forneceremos informações detalhadas sobre cada um dos atrativos, incluindo localização, preços e contatos para agendamentos.

Circuito das Cavernas Aroe Jari

A exploração do complexo inclui diversas atividades, como trilhas pelas trilhas Ponte de Pedra e Pedra do Equilíbrio, visitação das cavernas, apreciação da Lagoa Azul e, para concluir o dia, um refrescante banho na cachoeira do Relógio.

O circuito abrange quatro cavernas notáveis: (1) Aroe Jari, conhecida como “Morada das Almas”, a maior caverna de arenito do Brasil, estendendo-se por incríveis 1.550 metros, com múltiplas bifurcações e espaços amplos. (2) Pobo Jari, também chamada de “Caverna de Duas Bocas”, com 3 metros de altura e uma extensão de 500 metros. (3) Kiogo Brado, ou o “Ninho dos Pássaros”, que atinge mais de 20 metros de altura e possui 270 metros de extensão. E por último, mas não menos impressionante, (4) a Lagoa Azul, que dispensa apresentações, com sua galeria de águas azuladas, uma verdadeira maravilha da natureza.

Para participar deste emocionante passeio, que tem uma duração aproximada de 6 horas, é essencial contar com um guia local.

O horário de funcionamento ocorre diariamente, com entrada permitida das 8h às 13h, sendo que os passeios devem ser concluídos até às 17h.

Em relação ao custo deste atrativo, em 2021, o valor é de R$170,00 por pessoa, englobando a entrada, o transporte em trator e um almoço incluso.

No que diz respeito ao guia, os preços variam conforme o tamanho do grupo. Para grupos de 1 a 3 pessoas, o valor é de R$180,00 para o grupo. Já para grupos de 4 a 8 pessoas, o custo é de R$50,00 por pessoa. É importante fazer a reserva com pelo menos 2 dias de antecedência. Estes valores se referem ao serviço de guia/condutor oferecido pelo próprio atrativo.

Vale do Rio Claro

A trilha tem um percurso de 4 km, oferecendo uma oportunidade para apreciar a diversidade da vegetação do cerrado, contemplar a formação rochosa conhecida como Crista de Galo, que proporciona vistas panorâmicas dos paredões, morros e veredas, e ainda, desfrutar de um mergulho refrescante no Poço da Anta e no Poço Verde, que são criados pelo Rio Claro.

Há duas opções de acesso disponíveis: (1) Via veículo 4×4, percorrendo aproximadamente 25 km de estrada a partir do centro; ou (2) utilizando um veículo de passeio, que não alcança a proximidade do local (nesse caso, é necessário caminhar um adicional de 5 km – tanto na ida quanto na volta, atravessando um trecho arenoso).

A duração do passeio é de aproximadamente 5 horas, com um mínimo de 4 km de caminhada. Para acessar o local, é fundamental contratar um guia e fazer o agendamento através do Parque Nacional. Cada guia pode acompanhar até 12 visitantes.

O horário de funcionamento requer que o agendamento seja realizado pelo guia autorizado até as 11h30 do dia do passeio, sendo que a entrada é permitida das 8h30 às 12h e a saída deve ocorrer até as 17h.

Quanto ao custo deste atrativo, ele é gratuito.

Porto de Galinhas ou Maragogi: qual escolher?

Compartilhe com seus amigos!