A instrução após a expulsão dos Jesuítas – Por Serafim Derenzi

Compartilhe com seus amigos!

O Colégio teve cadeira de Gramática Latina, cujas lições eram verdadeiros cursos de humanidade. Todas essas iniciativas inacianas caíram no abandono. A aula de latim e uma cadeira de ler e escrever foram restabelecidas depois da Carta Régia de 2 de Maio de 1771, (8) que criou o “subsídio literário”. O ensino, que era gratuito, passou a pesar sobre certos produtos de consumo.

Pombal, o reconstrutor de Lisboa arrasada pelo terremoto de 1755, traumatizou o Brasil e notadamente o Espírito Santo com seu ódio aos Jesuítas.

E O INVENTÁRIO…

Todas as causas, invocadas pelo Marquês de Pombal e encarecidas por seus áulicos, cessaram com o processo iníquo e arbitrário de se condenarem os padres ao cárcere e ao exílio.

Nenhuma providência jurídica de imediato foi tomada em relação aos bens e haveres da Companhia de Jesus em proveito da Coroa. Só em 1776, depois do morte de D. José e a queda do ministro poderoso, D. Maria 1 instruiu o Vice-Rei D. Luís de Vasconcelos e Souza, nomeando o Dr. Manuel Carlos da Silva Gusmão, Ouvidor e Corregedor, para inventariar, arrecadar e avaliar os bens dos Jesuítas no Espírito Santo. Procedeu-se ao feito em abril de 1780.

Decorrido tanto tempo, teriam sido exatas as cabeças de gado, os utensílios, alfaias e objetos de culto? Da biblioteca há registro: foi preciso deitar bando (9) para que os inescrupulosos devolvessem os volumes desviados. Boa livraria, diz Serafim Leite, ..queimado no incêndio de 1795, informa Daemon.

O Colégio, as Reduções e Aldeias ministravam aulas de ler, escrever e contar, gratuita e pacientemente, além das lições de catecismo que obrigavam o professor a dar noções de moral e uma série de conhecimentos humanos, indispensáveis ao entendimento da doutrina. A música e o teatro, nas horas de recreio, também faziam parte da didática jesuítica. A arte de carpinteiro e a escultura em madeira foram praticadas com êxito pelos alunos.

Fonte: Biografia de uma ilha, 1965
Autor: Luiz Serafim Derenzi
Compilação: Walter de Aguiar Filho, março/2017

O que fazer em Vitória e Vila Velha

As propriedades rurais, os chãos urbanos, os móveis e utensílios, os escravos e objetos do culto, com exclusão do Colégio e igreja Santiago, incorporados ao patrimônio nacional, somaram em 58:4503$480. (10)

Compartilhe com seus amigos!