Seca histórica no Rio Negro revela impactos na região Norte do Brasil

Compartilhe com seus amigos!

Imagens de satélite divulgadas pela União Europeia mostram o Rio Negro, no Brasil, em setembro de 2022 e setembro de 2023. As imagens evidenciam a seca
que atinge a região Norte do país, com chuvas abaixo da média e a escassez de água prejudicando a navegação nos rios.

Seca historica no Rio Negro revela impactos na regiao Norte do Brasil
Crédito: União Europeia, Copernicus Imagens Sentinel-X

Em setembro de 2022, o Rio Negro tinha uma profundidade média de 22,8
metros, enquanto em setembro de 2023, a profundidade média era de apenas 16,8 metros. Essa redução de 27% é a maior registrada na história do rio, que é
o segundo maior do Brasil e o sétimo maior do mundo em volume de água.

O Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden),
uma unidade de pesquisa vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e
Inovação (MCTI), ressalta que, a partir de maio deste ano, a maior parte da região
oeste da Amazônia tem experimentado níveis de chuva significativamente inferiores à média. A escassez de precipitação pode estar relacionada ao aumento
das temperaturas na região sudoeste da Amazônia, provocado pelo período de inverno mais quente atribuído ao fenômeno El Niño, previsto para atingir seu pico de intensidade no final do ano.

A seca no Rio Negro já está causando impactos na região Norte do Brasil. Em Manaus, capital do Amazonas, a navegação fluvial está comprometida, prejudicando o transporte de mercadorias e pessoas. Além disso, a escassez de água está afetando o abastecimento de água potável para a população.

Outras cidades da região também estão sendo afetadas pela seca. Em Borba, a 150 quilômetros de Manaus, o nível do rio já chegou a 12,5 metros, o menor nível registrado em 121 anos. A situação está preocupando as autoridades locais, que temem que a seca possa causar desabastecimento de água e prejuízos para a economia local.

A seca no Rio Negro é um alerta para os impactos das mudanças climáticas na Amazônia. A região é uma das mais vulneráveis aos efeitos do aquecimento global, e a seca é uma das manifestações mais evidentes dessa vulnerabilidade.

Nova York dá início à era dos táxis aéreos

Compartilhe com seus amigos!