Home » Tudo sobre Viagens » Notícias » O “Cometa do Diabo” Cruza o Céu Brasileiro: Um Espetáculo Astronômico a Não Perder!

O “Cometa do Diabo” Cruza o Céu Brasileiro: Um Espetáculo Astronômico a Não Perder!

Compartilhe com seus amigos!

O “Cometa do Diabo”, conhecido cientificamente como 12P/Pons-Brooks, ganhará destaque nos céus do Brasil a partir deste domingo (21/4), conforme divulgado pelo Observatório Nacional. Neste dia, o cometa se aproximará ao máximo do Sol, aumentando sua visibilidade.

O Cometa do Diabo Cruza o Ceu Brasileiro Um Espetaculo Astronomico a Nao Perder
O "Cometa do Diabo" Cruza o Céu Brasileiro: Um Espetáculo Astronômico a Não Perder! 2

Esse cometa atravessará o Hemisfério Sul e poderá ser avistado em várias regiões do Brasil. De acordo com o Observatório Nacional, observadores no Nordeste já notaram o cometa desde o dia 7 de abril. Contudo, ainda há incertezas sobre a possibilidade de visualizá-lo a olho nu, devido à variabilidade do brilho desses corpos celestes. Pode ser necessário o uso de binóculos ou telescópios para uma melhor observação.

Para melhor observar o cometa, deve-se olhar em direção ao horizonte oeste, na direção do pôr do sol, logo após este evento. Inicialmente, ele aparecerá abaixo da constelação de Touro e, a partir de maio, estará sob a constelação de Órion, geralmente entre 17:40 e 18:30 h. A localização baixa do cometa no céu, a cerca de 15 graus de altura, pode dificultar sua visualização sem um horizonte oeste desobstruído, como destacado pelo astrônomo Dr. Filipe Monteiro em comunicado do Observatório.

O “Cometa do Diabo” Cruza o Céu Brasileiro: Um Espetáculo Astronômico a Não Perder!
Dias de Lua cheia, como o da próxima terça-feira, podem comprometer a observação, uma vez que o brilho lunar ofusca outros objetos no céu.

A alcunha “Cometa do Diabo” foi adotada após o astrônomo Elek Tamás observar o cometa no Observatório Harsona, na Hungria, em 20 de julho de 2023. Naquela ocasião, o cometa apresentou um brilho excepcional, possivelmente devido a uma explosão e subsequente liberação de gases e poeira, que também alterou a forma de sua coma para algo semelhante a uma ferradura ou chifres, levando a mídia a adotar esse apelido.

Originalmente descoberto por Jean-Louis Pons em 12 de julho de 1812, o 12P/Pons-Brooks é um cometa periódico do tipo Halley, que possui um ciclo orbital de aproximadamente 71,3 anos. Os cometas deste tipo têm períodos orbitais que variam entre 20 e 200 anos.

Fonte: Correio B

As 7 Melhores Praias em Porto de Galinhas: Um Guia Essencial para Viajantes

Compartilhe com seus amigos!